Quando tudo vale a pena

Destemido, humano, sincero, divertido, inteligente, elegante, amoroso, sensível, justo, sociável, viajado, interessante. Isso é um pouco do que Luis Fernando Ribeiro é. Para mim, ele é muito mais que isso: representa o que Deus pode fazer quando quer salvar alguém.

A nossa história começou a muitos anos atrás. 9 anos, precisamente. Em 2002 eu já cantava no grupo todosUM – até então conhecido como Família Soul – e ele acabara de entrar. Sua entrada foi um divisor de águas, tanto no Família Soul como na pessoa em que me tornei. Luís trouxe alegria, profissionalismo, paixão e visão de ministério ao grupo. A mim, trouxe o verdadeiro significado do que é uma amizade verdadeira e a garantia, até então desconhecida a nós dois; de que a cumplicidade e o amor seriam eternos, independente do que fizessem para que isso mudasse.

Juntos e na fase mais linda da vida, realizamos e vivemos momentos que nunca nos serão tirados e que nos deram a base para o que nos tornamos.

Éramos muito iguais e extremamente diferentes também. Não havia a menor possibilidade de nos aproximarmos, não fosse o desejo imensurável de Deus em nos salvar. Sim, NOS salvar da solidão, da incompreensão humana, da realidade cruel, da falta de oportunidades e da desilusão.

Quando Deus nos aproximou, juntos reafirmos o que sempre acreditamos: é possível ser feliz e ganhar o mundo, quando alguém diz: “Vai lá, porque eu acredito em você!”

E nós fomos. Cada um a seu modo, tentando sobreviver. Mas nunca sem esquecer, que mesmo com a distância – que implacavelmente um dia invadiu a nossa amizade – estávamos cada vez mais unidos pelo amor fraternal tão grande e sincero que Deus colocou em nós.

Foi essa certeza que nos manteve, mesmo com as mágoas e tristezas do tempo, mais próximos do que nunca. Mais ligados do que talvez gostaríamos de estar.

Após 2 nos sem vê-lo e de 4 anos sem convivência, ontem o reencontrei da mesma maneira como na primeira vez que Deus nos aproximou: silenciosamente, sem planejar o encontro, com muitos medos, em uma igreja, extremamente emocionados e confiantes de que tudo, realmente tudo, poderia mais uma vez mudar e para melhor.

Não sei explicar o que senti: um misto de saudade, surpresa, desespero, alívio, felicidade… Chorei os 15 minutos de choro mais sincero e extasiante, seguido de um abraço de amigos, de verdadeiros amigos, conscientes da importância que um tem na vida do outro e que o tempo não pôde mudar.

Luis evoluiu ainda mais: realizou sonhos, superou as perdas, encarou os medos, está bem colocado no mercado, tem estabilidade emocional, financeira e sobretudo, espiritual. Me encheu de orgulho.

Sua volta abençoou o meu dia e nos salvou mais uma vez, de nós mesmos.

Novamente Deus provou o seu amor por nós dois e reafirmou que algumas coisas realmente não mudam:

1º) Nada substitui as pessoas;

2º) Você realmente se torna responsável por aquilo que cativa;

3º) Nenhuma contrariedade humana pode impedir Deus de realizar a obra que Ele começou na sua vida.

Esse momento foi dividido com Eliana de Castro, nosso eterno elo e extensão do nosso amor.

Anúncios

2 comentários sobre “Quando tudo vale a pena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s