A vida é como um rio

Em alguns trechos a água flui livre, noutros encontra com pedras e ela tem que se desviar.

Em outros momentos, tem apenas um filete de abertura e é preciso ter paciência para passar.

Ao lado tem cenários bonitos, ou não, cidades ou campos, pessoas que entram nesse rio e saem.

Lindo é contemplar a margem , onde florescem flores, culturas, vilas, cidades, relacionamentos…

A vida nunca para. Nem se quisesse poderia.

Ela segue e alcança algum lugar e volta para onde tudo começou.

Ela é muito intensa! Por mais que alguém goste do seu efeito, nunca pode segurá-la com as mãos.

Ela sempre vai e com isso mostra seu desapego.

É preciso curtir a sensação que ela traz, mas entender que ela tem que ir, seguindo sempre o seu caminho.

Em seu curso há obstáculos, terreno íngreme e algumas rochas, mescladas a beleza alcançada em ultrapassar tudo isso e de repente encontrar-se com o mar, presente de quem nadou a qualquer custo.

Fernanda La Salye
Foto: Eliana de Castro, responsável pelo rio que flui tão bem em minha vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s