Essa tal Fernanda

Se um dia eu acordo mal humorada, isso não quer dizer que eu seja amarga, rancorosa ou tediosa. Quer dizer apenas que não sou perfeita e nem tenho a obrigação de ser.

Mas uma coisa você pode ter certeza: eu nunca acordo igual todos os dias!

Porque ser igual todos os dias é um tédio, fala a verdade?!

A vida é movimento, energia, sinergia, força, alegria, tempestade, lágrima, música, realização…

A vida é demais para ser igual e um presente diário para não ser desfrutada!

Não me permito trabalhar com o que não gosto, porque este trabalho consumirá no mínimo 8 horas das 24 que Deus me presenteia diariamente, sendo assim, elas devem ter o meu talento em sua totalidade, e talento meu bem, é moldado com muito sacrifício, o que seria uma insanidade desperdiçá-lo.

Inspiro, respiro, como, bebo, durmo, danço, namoro, canto, leio, escrevo, viajo, ando, corro, me atualizo e me permito um bocado de ações, todas devidamente regadas com muita alegria e fome de viver. Eu me permito sempre!

Me dou uma chance todos os dias. A sociedade já me cobra demais, não preciso ser tão cruel comigo. Mas também sou humana o bastante para reconhecer um vacilo e não querer mais cometê-lo.

Eu me esforço ao máximo para vencer um desafio e adoro aqueles que chegam a mim porque acreditam que eu seja capaz de encará-lo. Mas não suporto aqueles que me desafiam por despeito.

Eu sou apenas uma, mas eu sou alguém! E justamente por isso é que eu realmente acredito que o mundo não será melhor, mas já o é; porque eu nasci e faço o meu nascimento valer a pena todos os dias.

Eu sou feliz, sou o que quero ser. Sou feliz por alcançar e por continuar sonhando sempre, mesmo depois que alcancei o que eu queria.

Amo me relacionar e o meu sorriso será o mais sincero e o que de melhor você levará de mim ao me encontrar, porque ele transmitirá todas as minhas realizações, alegrias, o Deus que tenho e a música que canto. E se eu sorrir para você, nunca será por mera educação, mas para que você seja contagiado por tudo isso!

Eu me derreto com crianças e me encanto com a inocência e a franqueza delas. Tento ver o mundo com estes mesmos olhos. Confesso que nem sempre consigo.

Eu gosto de aprender com a experiência das pessoas, por isso, não hesite em me contar a sua.
Não passo um dia sem cantar, sem ouvir música e porque não, mil vezes a mesma?!

Gosto de gargalhar. Muito! Sempre! E mais um pouco! É muito fácil chorar nesse mundo. “Morrer de rir” é um ato heróico!

Bato palmas para os meus sucessos, choro com as minhas decepções, acredito de novo que é possível, luto pelo que acredito, desanimo no caminho, levanto e sacudo a poeira. Em tudo isso não sou diferente de muita gente, exceto por dedicar a Deus os méritos de minhas conquistas.

Eu sigo meu coração e às vezes ele me destrói, mas somos companheiros e cúmplices. Você não vai mudar isso!

Eu faço questão de ser diferente porque realmente não vejo prazer em ser igual a todo mundo, a não ser no direito que cada um tem de ser respeitado pelo que é.

Detesto rotina, falta de vontade, mente pequena, atraso cultural e insensibilidade.

Gosto de ser livre e só permanece ao meu lado quem respeita isso e decide voar comigo.

Ainda não sou nem metade do que sonhei pra mim. Também não sou a mesma que fui ontem e amanhã provavelmente estes versos tenham que ser atualizados.

E a graça está justamente nisso: eu posso ser melhor sempre e não apenas como você me vê! Porque a sua visão sobre mim pode ser a melhor possível, mas acordar e dormir realizada comigo, é uma meta!

Fernanda La Salye

Anúncios

Um comentário sobre “Essa tal Fernanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s